Redes sociais: qual o limite do relacionamento com o cliente?

Face_clientePara auxiliar no contato imediato e sabermos de tudo sempre em primeira mão, é comum adicionarmos cada vez mais conhecidos do ambiente de trabalho nas redes sociais. Dentro desse grupo de contatos, que podem ser da própria empresa, também estão os clientes. Você sabe o que compartilhar ou não com o seu cliente ou como cativar um em potencial? Espie as dicas do GAV:

Cuidando o perfil

Se você está disposto a ampliar seu networking também nas redes sociais, pegue leve nas fotos e entenda que o seu perfil deve ser usado para fins profissionais, cabendo medir publicações de lazer e mais voltadas para o trabalho, afinal você continua em ambiente em que todos devem ser sociáveis.

Adicionando o cliente
Afinal, quem adiciona primeiro? Você ou ele? Não existe regra, mas se você mantém o seu perfil também para contato profissional, pode pesquisar se ele segue o exemplo. No Facebook é possível conferir amigos em comum. Quem sabe ele já não fez amizade com alguém do seu grupo de trabalhou ou, até mesmo, seu chefe?

Comunicação pelas redes sociais tem limites
Você pode ter o seu cliente como amigo e trocar mensagens com ele, mas algumas demandas do dia a dia precisam ser formalizadas por e-mail ou pela ferramenta utilizada na empresa. A mensagem no Facebook, por exemplo, pode ser para algo rápido, como uma pergunta sobre o horário da reunião, mas já imaginou encaminhar uma tabela com valores por lá?

Faça bonito e mostre que você está por dentro
As regras de compartilhamento também valem para quem quer um perfil mais profissional. Se o seu cliente está como seu amigo na rede, que tal publicar participações em eventos, mostrar que você já leu notícias importantes do mercado e, principalmente, está satisfeito com a vida? Ser negativo nunca é bom, muito menos nos negócios.
Se for em eventos ao lado dele ou já tiver um contato mais próximo, pense na possibilidade de realizar marcações e tirar fotos para publicar. Isso é uma forma de demonstrar que você valoriza a relação.

Preste atenção na principal rede
Se tem uma rede que você não pode deixar de atualizar e mostrar todo o conhecimento é o LinkedIn. Adicione todas as suas experiências e não tenha medo de adicionar o cliente por lá também!

Gostou das dicas? Sugira o próximo tema para o blog do GAV nos comentários.
Advertisements

Atendimento de veículos e a questão financeira: saiba mais sobre essa relação

din

Um dos princípios básicos para quem quer entrar no ramo das vendas é dominar os cálculos. Com o executivo de contas é o mesmo. A calculadora HP é uma parceira do dia a dia. Mas uma boa negociação não é feita apenas de desconto financeiro. É preciso deixar clara a política comercial do veículo no início da negociação.

Dentro desse processo, é importante que o profissional entenda a necessidade de comunicação do seu anunciante, elabore um projeto adequado e chegue ao valor final. Contudo, também faz parte da defesa executar os cálculos de CPM (custo por mil), GRP (Gross Rating Points, ou pontos de audiência bruta) e ouvintes por minuto, por exemplo.

Lisiane Fischer, diretora de digital do GAV, acredita que, quanto mais o veículo conseguir contabilizar quanto o cliente está pagando por “impacto”, melhor será a percepção do cliente:

“Emissoras de TV de grande relevância podem impactar 1.000 pessoas por R$ 5,00”, argumenta.

Para a parte mais importante para os clientes, o valor final,  é importante lembrar que o valor da mídia pode ser negociado de acordo com a prática de cada veículo. Normalmente, no custo de produção não se aplica descontos, visto que o veículo contrata fornecedores externos para a realização do projeto.

Saiba mais sobre o assunto:

– Para um projeto multimídia, normalmente é definido um executivo xerife que responderá por todos os veículos envolvidos. Ele fará o alinhamento interno das negociações entre veículos do grupo, e fará a interlocução com o cliente para aquele projeto específico;

– O desconto é concedido por cliente, e não por agência. Ou seja, clientes da mesma agência terão negociações diferentes para um mesmo veículo;

– Frequência de mídia e concentração da verba em poucos veículos normalmente ajudam na negociação.

Você tem alguma dúvida? Deixe seu comentário logo abaixo.

Atendimento de veículo: área não é formada apenas por executivos de contas

cargos_atend

A equipe do GAV começa a semana tratando sobre os cargos da área de atendimento de veículos. É importante lembrarmos que ela não é formada apenas pelo executivo de contas, mas também por outras funções, como os profissionais de Planejamento, OPEC e assistentes comerciais que atendem o mercado. Esse “quarteto fantástico” é extremamente importante para que todos os projetos alcancem o resultado esperado.

Veja o que cada área  ou profissional realiza para isso:

Planejamento comercial: a área elabora defesas do veículo, análises de audiência e desenvolve projetos para a comercialização.

Executivo de contas: é o profissional que faz o relacionamento com o mercado publicitário, negociação, venda, alinhamento interno e externo.

Assistente comercial: faz o desenvolvimento de propostas comerciais, relatório de pós-venda e apoio interno ao executivo.

OPEC: realiza o encaixe e faz acompanhamento da mídia, faturamento e especificações técnicas dos materiais.

Todas as áreas são essenciais para alcançar os resultados planejados para o cliente. O atendimento não acontecerá da forma correta se essas quatro peças fundamentais no processo não estiverem alinhadas.

Você faz parte de uma delas? Opine sobre o processo.

LinkedIn: saiba como usar a rede social para conquistar um novo emprego

link

 

Focado no mercado de trabalho, o LinkedIn pode ser uma importante ferramenta para quem está em busca de uma nova oportunidade. A rede de negócios tem opção gratuita e basta alguns truques para você aparecer no topo das buscas. Veja as dicas do GAV para que isso aconteça:

Atualização

O LinkedIn é a ferramenta ideal para deixar seu currículo totalmente atualizado. Não deixe de colocar a realização de trabalho freelancer, o recebimento de um prêmio ou algum artigo feito. No caso da rede de negócios, quanto mais completo, melhor, diferentemente do currículo impresso, que é entregue à área de Recursos Humanos focado diretamente na vaga pretendida.

A atualização deve ser constante. Você não deve acessar a rede uma vez a cada 6 meses e cadastrar todos os dados relativos ao período. Faça o preenchimento de acordo com a realização deles. Afinal, o LinkedIn entende quais perfis visitam mais o site e dá preferência para que eles estejam no topo também a partir desse mecanismo.

Cargo

Você pode colocar no título do seu LinkedIn a relação entre o cargo que ocupa e o cargo que pretende ocupar. Muitos recrutadores utilizam a rede social para buscar novos colaboradores para empresas a partir da busca do cargo. Então, não coloque nenhuma mentira, mas saiba que a partir dele o seu perfil pode ser visto. Uma das dicas é colocar a área em que você trabalho, caso seu cargo seja ainda inicial.
Capriche com hiperlinks

Ao colocar artigos e premiações no LinkedIn, por exemplo, é possível colocar o link sobre a publicação para que as pessoas também visualizem o material. Isso torna o perfil mais rico e com mais detalhes. Se você auxiliou na comercialização de algum grande projeto, também pode deixar registrado o site do projeto. Para que fique organizado seu perfil, recomendamos que isso seja feito no cargo em que aconteceu a negociação (com breve descrição, afinal é importante situar o recrutador sobre os acontecimentos).
Interaja com seus contatos profissionais

Como qualquer rede de negócios, o ponto forte é interagir com os contatos profissionais. Dessa forma, você lembra que está presente na rede e também possibilita receber “pontos” em “Competências e Especialidades” e também ganha recomendações por seu trabalho. Não esqueça de fornecer recomendações para que isso se realize. Ao recomendar colegas, procure lembrar dos projetos e trabalhos realizados juntos.

Adicione ex-colegas, chefes, contatos da universidade e, principalmente, quem você não conhece. O LinkedIn é para novas oportunidades, então não corte futuras relações profissionais. É normal que algum recrutador queira fazer conexão com você. Não esqueça disso ao ver um nome um tanto diferente!

Siga o perfil de outras empresas

Você quer conquistar outra vaga no mercado ou ficar atento a oportunidades? Então, é preciso seguir outras empresas na rede. Dessa forma, é possível receber notificações sobre vagas compatíveis com o seu perfil profissional. Alguns profissionais ainda ficam com medo do que o chefe vai pensar a respeito, mas no LinkedIn já se tornou padrão seguir outras empresas (não esqueça de seguir a que você está também).

Veja o trabalho de outros colegas

Espiar os perfis é normal e o mais importante: a partir dessa visualização você consegue ter ideias para colocar no seu currículo online. Não deixe de olhar o LinkedIn de outros colegas. Assim, você pode ser mais ? sobre os seus projetos, comercializações, cursos.
Mostre conhecimento

Estar nas redes não significa que você sabe tudo sobre ela. Então, mostre seu conhecimento. Use o perfil encurtado (www.linkedin.com/in/oseunome). Desse modo, vai ser mais fácil encaminhar seu currículo e compartilhar com as pessoas quando necessário. Também capriche na foto! Se dominar o inglês, você pode criar sua versão apenas na língua estrangeira.

Contato

Coloque possíveis formas de contato no seu perfil. Adicione e-mail ou telefone celular. Pelo LinkedIn também é possível encaminhar mensagens, então faça a verificação constante se você recebeu alguma e não deixe ninguém esperando retorno.

Gostou das dicas? Então, compartilhe este post com os seus colegas.

Confiança é a palavra de ordem do executivo de contas para um bom relacionamento

relac

Como ter ótimos resultados no atendimento de veículos? A confiança é a base de todos relacionamentos, sejam eles de profissionais ou pessoais. Tratando-se do executivo de contas, é necessário colocar a confiança como palavra de ordem. É preciso que o executivo de contas deixe claro o que o seu veículo pode fazer de melhor para o seu anunciante: levar a sua mensagem ao publico-alvo.

Para que o anunciante não deposite toda a responsabilidade do resultado da campanha no veiculo contratado, por exemplo, é importante que sua campanha seja clara e atrativa, e que a estratégia esteja alinhada com a equipe de vendas/ atendimento, e/ ou seu preço seja competitivo, caso contrário, por melhor que o veiculo seja, o resultado esperado pelo cliente não acontecerá.

Com base no relacionamento, a equipe do GAV listou alguns pontos interessantes para você dar atenção daqui para frente:

– Deixar claro a responsabilidade de cada uma das partes envolvidas em um projeto.

– Após comercializado um projeto é necessário que o executivo de contas faça o alinhamento interno. Todos os departamentos que irão operacionalizar o projeto precisam ter o entendimento do que foi comprometido com o cliente e quais as suas expectativas. Se você comercializou o projeto, que tal marcar uma reunião com todos os envolvidos?

– Lembre-se: quanto antes o executivo for envolvido no planejamento de uma campanha de comunicação, maiores as chances de se desenvolver um projeto inovador e adequado as necessidades de comunicação do anunciante.
Você tem alguma outra dúvida sobre relacionamento? Deixe nos comentários.

Confira 5 dicas que todos os executivos de contas devem seguir para manter a organização no dia a dia

execTodo vendedor deve ser organizado. Com o executivo de contas não é diferente. As demandas exigidas são muitas e, por isso, é preciso pensar em executar tudo da melhor forma possível, mas no menor tempo desejável. A equipe do GAV listou cinco dicas infalíveis que todos os profissionais da área podem seguir no dia a dia para buscar mais organização e, consequentemente, resultados positivos:
1 – Liste compromissos
 
A ideia de tirar um turno para organizar a semana seguinte é um bom método para economizar tempo. Liste os principais clientes e projetos. Você pode ordenar os compromissos de acordo com a importância e o nível de execução de cada projeto. Não esqueça de colocar na sua lista, até mesmo, os pequenos compromissos. Toda essa rotina ajuda na efetividade da semana.
2 – Smartphone ajuda!
Tenha um smartphone e utilize todos os seus recursos. É essencial sincronizar a agenda do Outlook e anotar todos os seus compromissos para receber avisos com antecedência e evitar atrasos.
Use aplicativos para diversas funções. O Waze é uma ótima sugestão para evitar erros na hora de se dirigir ao cliente de carro. O HP 12 C evita peso na sua bolsa e o Evernote permite anotações via comando de voz. Para completar, o Dropbox tem armazenamento em nuvem, que possibilita que arquivos sejam aberto em todos os dispositivos.

3 – Report

Fazer reuniões é importante, mas anotar tudo que acontece durante também. Faça report das reuniões. Mesmo que a empresa não exija, é importante que o executivo anote as pendências de cada reunião. Nos dias de hoje, confiar na memória é risco!
4 – Organize-se para visitas
Está difícil bater as metas? É preciso identificar quais são os clientes da carteira ativos e inativos. Além disso, identifique também a sazonalidade de investimento em mídia.
5 – Escute, escute, escute!
Mais importante que falar é escutar o seu cliente. Geralmente, vendedores têm dificuldades em escutar, mas a partir desse entendimento é possível criar o projeto ideal para o cliente, buscando um projeto sob medida, que terá mais resultado e de acordo com os seus objetivos.
Você acrescentaria mais alguma dica? Deixe sugestões nos comentários logo abaixo!

Entenda quais são as principais dificuldades dos executivos de contas

exect_contas

Com a função de prospectar, manter e também ajudar no crescimento de investimento do cliente/anunciante para um veículo de mídia, o executivo de contas está sempre em sintonia com agências de publicidade e empresas. Na sua pauta estão tarefas como: entender necessidades da marca e identificar as oportunidades de mercado. Dentro desse panorama, surgem algumas dificuldades da profissão.

A curto prazo, o executivo de contas precisa ser organizado para fazer a agenda da semana e atender a todos os clientes (que pode variar de acordo com o tamanho de seu veículo e região de cobertura). Durante o mês tem como principal objetivo alcançar a meta individual e auxiliar na meta geral do veículo. A longo prazo, necessita se planejar para atingir os números do ano inteiro. Além desses detalhes, precisa estar sempre em sintonia, ou seja, em forte relacionamento com seus clientes.

Para quem está pensando em entrar no ramo, a equipe do GAV já sugere: é preciso gostar (e muito) de números! O executivo de contas faz previsões sempre acima da meta e também dialoga com o seu gestor sobre as movimentações de mercado, sinalizando se vai atingir ou não o seu objetivo. Para tanto, é preciso conhecer profundamente sua carteira de clientes e agências.

Apesar das dificuldades e da pressão com os números, a sensação de fechamento de uma venda é muito gratificante. A função também pode ter bom retorno financeiro aos profissionais, pois a comissão é um dos grandes motivadores.  Para a diretora de digital do GAV, “o executivo de contas quer sempre superar as metas do veículo e consequentemente sua meta pessoal.”